Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Notícia: Para onde vai a parcela da renda fixa…

| Notícias | 8 de novembro de 2011

Quinta-feira, 03 de Novembro de 2011

Uma das questões mais importantes da pauta dos gestores de portfólios é que, nos próximos quatro anos, cerca de R$ 90 bilhões em títulos públicos federais detidos somente pelas fundações chegarão ao seu vencimento. Com a provável tendência de queda da taxa de juros no Brasil, decorrem o alongamento do perfil desse tipo de investimento, bem como, a expectativa de uma ampliação da fatia de fundos estruturados, ativos de crédito privado e de renda variável nas carteiras de investimentos particularmente de investidores institucionais.Muitas fundações precisarão reduzir a exposição ao CDI, e consequentemente também buscar alternativas de gerenciamento da liquidez, implementando várias medidas, de forma a preservar tanto a solvabilidade como a capacidade de atender os compromissos atuariais.

A FUNCEF adota desde 2005 a retomada da carteira de private equity, o aumento das posições em renda variável e a criação de uma carteira de credito privado. “O investimento em participações nunca tinha sido olhado de forma estratégica até então. Antes, essa classe de ativos só contemplava as operações da época das privatizações”, comenta Demosthenes Marques, diretor de investimentos da Funcef. Ele informou que, atualmente, o segmento responde por 7% do total dos recursos da Funcef, devendo chegar a 10% em três ou quatro anos. A carteira de crédito privado, que hoje soma em torno de R$ 1,6 bilhão, também deve crescer. “Temos R$ 800 milhões para investir em private equity este ano”, afirma o diretor, acrescentando que a entidade deve fazer investimentos adicionais de mais de R$ 1,5 bilhão em private equity e de no mínimo R$ 500 milhões em crédito privado nos próximos anos.

Fica claro que o declínio dos cupons e as alternativas de realocação de recursos em Selic ficam cada vez menos evidentes como oportunidades de satisfação dos compromissos atuariais a partir de 2011. Além disso, parece não haver uma oferta tão grande de produtos bem estruturados. “A indústria evoluiu muito, mas às vezes ainda sentimos falta de uma estruturação melhor dos produtos. É preciso que haja um pipe-line definido e regras de governança estabelecidas”, enumera Eduardo Garcia, diretor de investimentos da Fundação Real Grandeza (FRG). Garcia complementa que não se pode correr o risco de não conseguir capturar um bom investimento por conta da falta de um bom planejamento dos fundos; e toca ainda em um ponto que frequentemente está nos debates em torno do segmento de private equity: a participação dos fundos de pensão nos comitês de investimentos dos fundos. No caso da FRG, a presença de um representante da entidade no comitê dos fundos em que investe é uma condição prioritária para a aplicação. “Queremos sempre participar da seleção das empresas que farão parte da carteira do fundo. Para nós, a participação com voto no comitê é fundamental”, declara.

Riscos
Apesar de ter algum volume de títulos públicos federais a vencer de 2014 em diante, Jorge Simino Jr, diretor de investimentos e patrimônio da Fundação Cesp, pondera que tudo depende de uma série de variáveis. “Essa realocação não é compulsória. No momento em que o recurso chegar, teremos de analisar as oportunidades sob o ponto de vista de prazo, risco, rating, taxa e indexador. É preciso que o prêmio justifique o investimento e que o risco seja adequado”. Simino afirma que muitas vezes os prêmios não são compatíveis com os riscos apresentados por alguns ativos.

Os efeitos negativos da Bolsa também têm afetado a rentabilidade dos fundos de pensão e prejudicado o atingimento das metas atuariais; até Agosto, mesmo as carteiras com estratégias não correlacionadas com o IBOVESPA, cuja queda foi de 18,48%, não foram viabilizadas. (Funcef/AssPreviSIte) Fim

Vote

    

420 visualizações, 1 hoje

  

  • Desentupidora-Curitiba

    por em 3 de junho de 2013 - 0 Comentários

    Roto-Rooter – Desentupidora – (41)3257-0607 – 8522-1097 - Email: curitiba@rotorooter.com.br - Atendemos -  Curitiba e Região e Paraná . Desentupidora é e...